Organização Pan-Americana da Saúde e estado do Rio Grande do Norte trocam experiências sobre COVID-19

  • Especialistas da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) estiveram nesta segunda-feira (30) em Natal, capital do Rio Grande do Norte, para conhecer a política de enfrentamento à COVID-19 no estado.
  • Essa é a oitava unidade da federação do país a receber a comitiva de especialistas da OPAS, que já passou pelos estados de Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Amazonas, Pará, Mato Grosso do Sul e Goiás.
  • A operação, chamada de Missão COVID-19, conta com profissionais de diferentes órgãos, estados e especialidades da área da saúde.
Foto: OPAS/OMS

Especialistas da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) estiveram nesta segunda-feira (30) em Natal, capital do Rio Grande do Norte, para conhecer a política de enfrentamento à COVID-19 no estado.

Essa é a oitava unidade da federação do país a receber a comitiva de especialistas da OPAS, que já passou pelos estados de Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Amazonas, Pará, Mato Grosso do Sul e Goiás.

A operação, chamada de Missão COVID-19, conta com profissionais de diferentes órgãos, estados e especialidades da área da saúde.   Em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Norte, entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, estão sendo visitados os municípios de Natal, São Gonçalo do Amarante, Caicó e Mossoró. A indicação dessas localidades foi feita pelo estado.

A coordenadora de Vigilância, Preparação e Resposta a Emergências e Desastres da OPAS e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Maria Almiron, lidera a missão. Ela destaca o trabalho dos profissionais envolvidos e o aprendizado conquistado até o momento.

“Estamos aprendendo muito com os estados e municípios visitados, que têm conseguido enfrentar a pandemia da COVID-19 mesmo diante dos desafios da realidade dos países das Américas. Sem dúvidas, esse intercâmbio de experiências ajudará nas tomadas de decisões dos gestores e melhoria da rede de saúde”, comentou Maria Almiron.

A equipe vai conhecer o funcionamento de unidades de saúde como hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e serviços laboratoriais.

A ideia da missão é trocar experiências e entender o trabalho implementado no estado nas áreas de vigilância, assistência e laboratório, além do tema da comunicação de risco. Também será produzido conhecimento e dada visibilidade às experiências bem-sucedidas.   O grupo de profissionais que compõe a equipe da OPAS tem levado experiências pessoais de onde atuam e aprendido com os locais visitados. A missão tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).   A análise da OPAS é dividida em três eixos: (1) vigilância (abrangendo implementação dos protocolos, laboratórios, estratégia de testagem, investigação e rastreamento de pessoas possivelmente infectadas); (2) atenção à saúde (unidade de atenção primária, de urgência e emergência e hospitais de referência e campanha); e (3) comunicação de risco.

Após visitar os serviços de saúde locais, a equipe revisará os achados identificados para produção de relatório final onde serão apontadas as ações efetivas implementadas pelo estado no enfrentamento da pandemia e pontos que devem ser ajustados.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
PAHO
The Pan American Health Organization