OIM lança terceira edição de cartilha financeira para migrantes e refugiados 

  • A terceira edição da cartilha de informações financeiras para migrantes e refugiados realizada pelo Banco Central foi divulgada ao público nesta quinta-feira (27) em evento virtual. A iniciativa é uma parceria do Banco Central com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, Organização Internacional para as Migrações (OIM) e Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).
  • O objetivo da cartilha é contribuir para que migrantes e refugiados tenham acesso a informações sobre produtos e serviços financeiros e bancários. Dessa forma, a expectativa é ampliar a inclusão financeira dessa parcela vulnerável da população. A nova edição da cartilha já está disponível em português, inglês e espanhol na página Cidadania Financeira no site do BC e no site da OIM. Posteriormente, também serão disponibilizadas versões em francês e árabe.
O objetivo da cartilha é contribuir para que migrantes e refugiados tenham acesso a informações sobre produtos e serviços financeiros e bancários.
O objetivo da cartilha é contribuir para que migrantes e refugiados tenham acesso a informações sobre produtos e serviços financeiros e bancários.

A terceira edição da cartilha de informações financeiras para migrantes e refugiados realizada pelo Banco Central foi divulgada ao público nesta quinta-feira (27) em evento virtual. A iniciativa é uma parceria do Banco Central com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Durante o evento, realizado de maneira 100% virtual e transmitido pelo canal no YouTube da OIM, além da apresentação sobre as novidades da publicação e dos parceiros, foi realizado o painel "Inclusão Financeira de refugiados e migrantes: oportunidades para o público vulnerável", com participação da Federação Brasileira de Bancos – Febraban e da International Finance Corporation, membro do Grupo Banco Mundial.

O objetivo da cartilha é contribuir para que migrantes e refugiados tenham acesso a informações sobre produtos e serviços financeiros e bancários. Dessa forma, a expectativa é ampliar a inclusão financeira dessa parcela vulnerável da população. A nova edição da cartilha já está disponível em português, inglês e espanhol na página Cidadania Financeira no site do BC e no site da OIM. Posteriormente, também serão disponibilizadas versões em francês e árabe.

Para o representante do departamento de atendimento institucional do Banco Central, Marcos Brandão, o trabalho em conjunto do BC com as instituições parceiras é essencial no trabalho de formulação e distribuição da Cartilha. "Na confecção do documento, baseamo-nos essencialmente na experiência desses parceiros para definir os temas mais importantes para o público-alvo e na definição da linguagem. O papel delas também é essencial para a difusão do conteúdo do documento, pois são as entidades que atuam diretamente com o público-alvo".

O documento foi atualizado com as novas regras sobre abertura de contas e informações sobre meios de pagamento, com destaque para o Pix. Além disso, inclui informações sobre tarifas de recebimento e remessa de recursos para o exterior. A linguagem também foi adaptada de maneira a ser mais acessível ao público-alvo.

“Precisamos, acima de tudo, reconhecer os refugiados e migrantes como agentes de desenvolvimento e garantir que tenham as ferramentas necessárias para tomar decisões autônomas e informadas e, assim, consigam se integrar”, ressaltou o chefe de missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux, na abertura do evento de lançamento. “Com esse material, essa população tem acesso a informações confiáveis e abrangentes, essenciais para sua inclusão socioeconômica e contribuição ao desenvolvimento das sociedades de origem e de acolhida”, complementou.

→ Download Cartilha - Português

→ Download Cartilha - Inglês

→ Download Cartilha - Espanhol

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
OIM
Organização Mundial para as Migrações
ACNUR
Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados