Iniciativa inovadora na Colômbia permite aos agricultores acesso à internet

  • Uma iniciativa tecnológica inovadora promovida pelo governo colombiano inaugurada esta semana (22) na região de “Montes de María”, município de Ovejas, no departamento de Sucre, agora leva o sinal de internet para a área rural que era anteriormente "isolada do mundo virtual".
  • O primeiro piloto de conectividade sem fio no país com a tecnologia que utiliza espaços brancos de televisão (TV White Space) permitirá a conectividade de escolas rurais e de pequenos agricultores e agricultoras do município. 
  • A iniciativa é promovida pela ANE e o Canal Regional de Telecaribe com apoio da Microsoft vai impactar positivamente as famílias agricultoras, especialmente as atendidas pelo projeto de cooperação internacional +Algodão Colômbia, realizado em parceria pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Agência Brasileira de Cooperação de Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE) e Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Colômbia (MADR). 
+Algodão vai unir-se às iniciativas de Tecnologias de Informação e Comunicação implementadas no município de Ovejas, Sucre, beneficiando 180 agricultores.
Projeto +Algodão vai unir-se às iniciativas de Tecnologias de Informação e Comunicação implementadas no município de Ovejas, Sucre, beneficiando 180 agricultores.

Uma iniciativa tecnológica inovadora promovida pelo governo colombiano inaugurada esta semana (22) na região de “Montes de María”, município de Ovejas, no departamento de Sucre, agora leva o sinal de internet para a área rural que era anteriormente "isolada do mundo virtual". O primeiro piloto de conectividade sem fio no país com a tecnologia que utiliza espaços brancos de televisão (TV White Space) permitirá a conectividade de escolas rurais e pequenos agricultores e agricultoras do município. 

A iniciativa TV White Space, promovida pela ANE e o Canal Regional de Telecaribe, com apoio da Microsoft, impactará positivamente as famílias agricultoras, especialmente as atendidas pelo projeto de cooperação internacional +Algodão Colômbia, realizado em parceria pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Agência Brasileira de Cooperação de Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE) e Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Colômbia (MADR). 

“Com essa tecnologia, pretende-se avançar todo um processo de prestação de serviços de conectividade na região, contribuir para acabar com a exclusão digital e trazer plataformas de educação, agricultura e telemedicina, entre outras iniciativas”, explicou o diretor da Agência Nacional do Espectro da Colômbia (ANE), Miguel Felipe Anzola Espinosa. A tecnologia dos espaços em branco são canais não utilizados pela TV aberta em algumas áreas geográficas e que podem ser utilizados para outras aplicações de radiocomunicação sem causar interferência. 

Com a conectividade do campo, 180 pequenos agricultores da região serão beneficiados com ferramentas de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), lançadas pelo projeto +Algodão Colômbia por meio de uma Unidade Técnica de Demonstração (UTD) baseada no ecossistema agrícola algodão-milho-adubos verdes, como alternativa à reconversão produtiva dos fumicultores do município. O objetivo é promover a inclusão econômica, o desenvolvimento de meios de subsistência e o fortalecimento do investimento social por meio da conectividade. 

Segundo o coordenador do projeto +Algodão Colômbia, José Nelson Camelo Mancilla, a chegada da internet ao município de Ovejas, com uma população caracterizada pela vulnerabilidade e praticamente “isolada do mundo virtual”, permitirá que o projeto traga e receba informações destes agricultores, capacitando-os em questões produtivas, fortalecimento organizacional e comercialização, além de desenvolver uma série de ações que só são possíveis graças ao acesso à internet. “Com a instalação dessa infraestrutura tecnológica da TV White Space, os agricultores da região passam a escrever um novo capítulo de suas histórias, no qual novos conhecimentos e acesso às boas práticas entrarão em suas vidas, trocando experiências com outras comunidades da região e do mundo. Por meio do projeto +Algodão vamos apoiá-los neste sentido”, afirmou. 

Tecnologia ao alcance dos agricultores

O projeto +Algodão Colômbia instalou em setembro de 2020, no município de Ovejas, uma Unidade Técnica de Demonstração (UTD) para ensaios de produção de algodão em associação com culturas alimentares (milho, arroz e feijão). Com a chegada da conectividade, esta Unidade será o "centro" das ações-piloto de TIC que serão desenvolvidas, por meio da implantação de infraestrutura tecnológica e agricultura de precisão para obter e processar informações em campo sobre variáveis ​​agro meteorológicas, além de ser uma oportunidade para ampliar o acesso à Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). 

Para isso, por meio de uma aliança entre o projeto +Algodão Colômbia, MADR, Microsoft e o Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicação da Colômbia (MITIC), será apoiada a instalação na UTD de uma estação meteorológica portátil e de sensores de fácil manuseio para acesso as variáveis ​​climáticas e edafológicas em tempo real nas unidades de produção. Da mesma forma, será implementado um software adaptado ao ambiente local para a captura e processamento de dados microclimáticos que permitirão o desenvolvimento de técnicas de agricultura de precisão nas lavouras associadas de algodão. Por meio de um sistema integrado de alerta antecipado e eficiência hídrica, o manejo adequado da cultura também será possível. 

O coordenador do projeto +Algodão Colômbia explicou que os equipamentos que serão instalados permitirão um sistema de alerta precoce por meio de softwares especializados para armazenamento e processamento de dados que ajudarão os agricultores na tomada de decisões no campo, e que lhes permitirão melhorar seus sistemas de produção. 

Com estas inovações tecnológicas, o projeto +Algodão, em conjunto com o MADR, dará assistência técnica a 111 ex-fumicultores que estão iniciando a transição para outras culturas como a produção de algodão em associação com alimentos, como parte de uma estratégia de geração de renda e melhoria nas condições de vida de suas famílias. Por meio de múltiplas ferramentas de capacitação e informação, essas famílias de agricultores poderão receber atendimento virtual sobre as culturas associadas, como, por exemplo, algodão-milho-feijão, um sistema produtivo que preserva a biodiversidade, reduz o uso de agroquímicos, reduz riscos devido às mudanças climáticas e à pegada hídrica e gera renda com a comercialização da produção. 

Conectividade com a juventude rural

Esse primeiro piloto de conectividade atingirá mais de 250 alunos do município, distribuídos nas oito escolas agrícolas da região, que terão acesso à internet. Nesse sentido, o projeto +Algodão Colômbia irá propor a implementação da ferramenta tecnológica LazosApp: #ConectaRural, promovida pelo projeto e pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) do Brasil. Por meio do aplicativo LazosApp, ferramenta de Comunicação para o Desenvolvimento (CpD), o objetivo é levar conhecimento para o campo conectando o setor rural. A iniciativa já em desenvolvimento no Paraguai, atingindo sete escolas agrícolas do país, beneficiando a juventude rural. 

“A ideia é trazer o LazosApp para os alunos das escolas de Oveja que agora estão conectadas. É um aplicativo que funciona a partir de uma rede social coletiva online, que incentiva a resolução de problemas, o associativismo, a troca de informações e conhecimentos locais. Uma ferramenta que será muito útil para os jovens da área”, comentou o coordenador do projeto +Algodão Colômbia. 

Mais Algodão Colômbia

O projeto + Algodão Colômbia, iniciado em 2017, busca apoiar o desenvolvimento da cadeia de valor do algodão colombiano, contribuindo para a melhoria da renda, das condições de vida e da segurança alimentar dos agricultores familiares e camponeses. A iniciativa de cooperação sul-sul trilateral visa a implantação de um sistema produtivo diversificado que combine o algodão com culturas alimentares consorciadas e rotativas, com a adoção de boas práticas agrícolas, ambientais e sociais.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura