Equador sediará a Conferência Regional da FAO de 2022

  • Governo do Equador e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) assinaram um acordo que formaliza o Equador como país-sede da próxima Conferência Regional.
  • A Conferência da FAO acontecerá no primeiro trimestre de 2022 e reunirá os Ministros da Agricultura e funcionários de alto escalão dos 33 países membros da FAO na América Latina e no Caribe, em conjunto com o setor privado, sociedade civil, academia e outros membros do sistema das Nações Unidas.
  • Durante a Conferência, os Países Membros definiram as prioridades da FAO para dois anos e buscaram soluções conjuntas para os desafios prioritários da alimentação e da agricultura.
Mãe e filho em plantação
Durante a Conferência, os Países Membros definiram as prioridades da FAO para dois anos e buscaram soluções conjuntas para os desafios prioritários da alimentação e da agricultura.

Governo do Equador e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) assinaram um acordo que formaliza o Equador como país-sede da próxima Conferência Regional.

O representante regional da FAO para a América Latina e o Caribe, Julio Berdegué, o chanceler do Equador, Manuel Mejía Dalmau, e o ministro da Agricultura e Pecuária, Xavier Lazo, assinaram o memorando de entendimento que oficializa o país como anfitrião.

A Conferência da FAO acontecerá no primeiro trimestre de 2022 e reunirá os Ministros da Agricultura e funcionários de alto escalão dos 33 países membros da FAO na América Latina e no Caribe, em conjunto com o setor privado, sociedade civil, academia e outros membros do sistema das Nações Unidas.

Durante a Conferência, os Países Membros definiram as prioridades da FAO para dois anos e buscaram soluções conjuntas para os desafios prioritários da alimentação e da agricultura.

O Equador, juntamente com a Secretaria da Conferência, presidirá a reunião regional e contribuirá com seus recursos e capacidades para alcançar os objetivos comuns, em benefício do setor agroalimentar da região e da segurança alimentar de seus habitantes.

“Precisamos da voz e da liderança do Equador para apontar um caminho claro de reconstrução com transformação dos sistemas agroalimentares”, disse Julio Berdegué, lembrando que o Equador procurou sediar a conferência “com vigor e inteligência”, obtendo o apoio de todos países da região.

O Chanceler do Equador indicou que “o Equador como sede da próxima Conferência constituirá uma oportunidade para reativar o compromisso dos países com a missão da FAO e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”.

O ministro da Agricultura e Pecuária agradeceu à FAO o seu apoio na construção do Plano de Desenvolvimento Agrário por 10 anos, e em programas como o Super Mulher Rural e Hand in Hand.

“Só com políticas públicas e um verdadeiro plano como o que foi estabelecido com a FAO podemos tirar as pessoas da pobreza”, disse o ministro.

Há 73 anos, o Equador sediou a Conferência Regional em setembro de 1949.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura