Seminário internacional comemora Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

  • O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, comemorado no dia 3 de maio, contará neste ano com um seminário internacional de dois dias organizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e diversas entidades envolvidas na defesa da causa. O evento terá painéis nos dias 3 e 4 de maio, das 16h às 17h30. Para saber mais e se inscrever, clique aqui.
  • O tema de 2021, “Informação como bem público”, destaca o papel essencial do jornalismo livre e independente na produção de notícias. Chama a atenção também sobre a importância da informação verificada de interesse público, e alerta sobre a necessidade de se garantir a segurança dos jornalistas. Outro ponto central do seminário será a polarização e a liberdade de imprensa.

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, comemorado no dia 3 de maio, contará neste ano com um seminário internacional de dois dias organizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e diversas entidades envolvidas na defesa da causa. O evento terá painéis nos dias 3 e 4 de maio, das 16h às 17h30. Para saber mais e se inscrever, clique aqui.

O tema de 2021, “Informação como bem público”, destaca o papel essencial do jornalismo livre e independente na produção de notícias. Chama a atenção também sobre a importância da informação verificada de interesse público, e alerta sobre a necessidade de se garantir a segurança dos jornalistas. Outro ponto central do seminário será a polarização e a liberdade de imprensa.

Neste ano, a data coincide com o 30º aniversário da Declaração de Windhoek para o Desenvolvimento de uma Imprensa Livre, Independente e Pluralística, documento que afirma o compromisso da comunidade internacional com a liberdade de imprensa. As discussões durante os encontros virtuais serão pautadas sobre medidas para garantir a viabilidade dos veículos de comunicação, incluindo a segurança dos jornalistas e sustentabilidade econômica; mecanismos para garantir a transparência das empresas de internet; e incentivos à chamada educação midiática e informacional, que permitam às pessoas reconhecer e valorizar, bem como defender e exigir, o jornalismo como uma parte vital da informação como um bem público.

Os dois webinars vão contar com tradução simultânea e transmissão pelos canais da UNESCO no Brasil e entidades parceiras. 

A iniciativa tem o apoio da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Associação Nacional de Jornais (ANJ), Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER), Associação de jornalistas de educação (Jeduca), Instituto Palavra Aberta, Folha de S. Paulo, Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil.

Programação

3 de maio: INFORMAÇÃO COMO BEM PÚBLICO  

  • Horário: 16h - 17h30 - horário de Brasília
  • Abertura: Patricia Blanco (Instituto Palavra Aberta)
  • Participantes: ministro Luís Roberto Barroso (STF/TSE), Flavia Lima (Folha de S. Paulo), Flávio Lara Resende (ABERT), Marlova Noleto (UNESCO)
  • Moderador: Marcelo Rech (ANJ)

4 de maio: POLARIZAÇÃO E LIBERDADE DE IMPRENSA

  • Horário: 16h - 17h30 - horário de Brasília
  • Línguas: Português e Inglês - com tradução simultânea
  • Abertura: Representante da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil (a confirmar)
  • Participantes: Amanda Ripley (Palestrante Internacional), Guilherme Canelas (UNESCO), Aline Midlej (GloboNews)
  • Moderador: Guilherme Amado (ABRAJI)

Contatos para a Imprensa: 

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNESCO
Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura