ACNUR parabeniza decisão dos EUA de aumentar admissões de refugiados

  • Em nota oficial divulgada nesta terça-feira (04) em Genebra, o alto-comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, parabenizou o governo norte-americano pela decisão de restabelecer a liderança do país no reassentamento de refugiados.
  • Segundo Grandi, a decisão de aumentar o limite de admissões de reassentamentos deste ano e aceitar até 62.500 refugiados é uma medida que salvará vidas e protegerá diversas pessoas em situação de vulnerabilidade ao redor do mundo.
  • “Essa notícia chega em um momento em que o reassentamento global de refugiados despencou para níveis sem precedentes, como resultado das baixas cotas propostas pelos países e do impacto contínuo da pandemia da COVID-19”, afirma o alto-comissário. “Espero que esta decisão também inspire outros países a fazer o mesmo".
Requerentes de asilo em um acampamento informal em Matamoros, México
Requerentes de asilo em um acampamento informal em Matamoros, México, enquanto aguardam para tentar entrar nos Estados Unidos.

Em nota oficial divulgada nesta terça-feira (04) em Genebra, o alto-comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, parabenizou o governo norte-americano pela decisão de restabelecer a liderança do país no reassentamento de refugiados.

Segundo Grandi, a decisão de aumentar o limite de admissões de reassentamentos deste ano e aceitar até 62.500 refugiados é uma medida que salvará vidas e protegerá diversas pessoas em situação de vulnerabilidade ao redor do mundo.

“Essa notícia chega em um momento em que o reassentamento global de refugiados despencou para níveis sem precedentes, como resultado das baixas cotas propostas pelos países e do impacto contínuo da pandemia da COVID-19”, afirma o alto-comissário.

No ano passado, menos de 23 mil refugiados foram reassentados globalmente, uma das menores taxas em quase duas décadas, de acordo com Grandi.

Os compromissos dos EUA em aumentar as admissões neste ano e no próximo são consideradas medidas importantes para as pessoas refugiadas e para o programa de reassentamento global.

“Espero que esta decisão também inspire outros países a fazer o mesmo, para restaurar ou expandir seus compromissos de reassentamento”, diz Grandi.

O ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, continuará a apoiar a ampliação do programa e a ajudar a agilizar as admissões de refugiados.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
ACNUR
Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados