Projeto do Piauí vence prêmio Internacional de Parceria Público-Privada

  • O projeto Nova Ceasa do Estado do Piauí ficou em primeiro lugar no prêmio 'Construindo uma Infraestrutura Melhor 2021' no Fórum Internacional de Parceria Público-Privada (PPP). A competição foi organizada pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE) para exibir os melhores projetos de PPP com pessoas em primeiro lugar.
  • O Estado do Piauí em conjunto com a empresa Brazil Fruit apresentou o projeto, que é regido pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), de reabastecimento e reestruturação do mercado de mercado de frutas e vegetais, que até o ano de 2016 sofria com falta de condições sanitárias e desperdício alimentício.
  • Hoje, com a implementação do novo modelo de negócio, o governo do Estado piauiense economiza mais de 4 milhões de reais em despesas por ano, gera mais de 16 mil empregos e promove o combate à fome e ao desperdício através do Banco de Alimentos, que antes eram descartados.
banco de alimentos nova ceasa
O Banco de alimentos promove o combate à fome e ao desperdício, doando o que antes era descartado.

O projeto Nova Ceasa do Estado do Piauí ficou em primeiro lugar no prêmio 'Construindo uma Infraestrutura Melhor 2021' no Fórum Internacional de Parceria Público-Privada (PPP). A competição foi organizada pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE) para exibir os melhores projetos de PPP com pessoas em primeiro lugar. Os ganhadores foram selecionados em um total de 66 projetos de 25 países selecionados.

O Estado do Piauí em conjunto com a empresa Brazil Fruit apresentou o projeto, que é regido pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), de reabastecimento e reestruturação do mercado de mercado de frutas e vegetais, que até o ano de 2016 sofria com falta de condições sanitárias e desperdício alimentício.

Hoje, com a implementação do novo modelo de negócio, o governo piauiense economiza mais de 4 milhões de reais em despesas por ano, gera mais de 16 mil empregos e promove o combate à fome e ao desperdício através do Banco de Alimentos, que antes eram descartados.

"A Nova Ceasa é uma iniciativa que trabalha também o social, sobretudo no combate à fome, com o Banco de Alimentos. A PPP tem um enorme potencial transformador com o empreendedorismo e apoio à inclusão de gênero, com auxílio às mães de família, a partir da creche que existe lá dentro. São muitos pontos que fazem da PPP da Nova Ceasa um projeto diferenciado”, explica a superintendente do Programa de PPP Piauí, Viviane Moura.

Além do Banco de Alimentos e da creche, a Nova Ceasa possui ainda um Banco de Saúde, que promove cuidados de saúde para os feirantes e suas famílias. A iniciativa tornou-se ainda mais importante durante a pandemia de COVID-19, que também fez com que a central de alimentos tivesse que se adaptar, com novos protocolos sanitários. 

A sustentabilidade ambiental também está presente no projeto de PPP. Ainda este ano, a Nova Ceasa vai reciclar 100% dos resíduos orgânicos produzidos no local.

De acordo com o presidente da Nova Ceasa, James Andrade, que é filho de um dos primeiros feirantes e fundador do mercado, Bernardo, "esse modelo tem toda chance de ser um sucesso em qualquer parte do mundo".

Fórum Internacional de PPP - O objetivo do fórum este ano foi destacar os planos de recuperação para cidades diante da pandemia da COVID-19, por meio de projetos regionais de desenvolvimento que possam atender aos desafios da construção de uma resposta à crise sanitária.

“Nós necessitamos procurar por um futuro melhor e recuperação, aprendendo com a experiência da COVID-19 a identificar e implementar os projetos, especialmente no nível local, para que sociedades resilientes e mais sustentáveis emerjam – não deixando ninguém para trás, de forma absolutamente inequívoca. Nós precisamos de muito mais desses projetos”, disse a secretária executiva da UNECE, Olga Algayerova, ao anunciar os vencedores.

O principal objetivo do fórum foi avaliar e contemplar projetos de infraestrutura voltados às melhorias das condições de vida. Os inscritos precisavam abordar os seguintes problemas: empoderamento das partes interessadas e da comunidade; pobreza e desigualdades; empoderamento feminino; sustentabilidade ambiental, mudança climática e resiliência.

Os segundos classificados foram um projeto de veículo leve sobre trilhos em Tenerife, Espanha, e um programa de desenvolvimento regional em Caraga, nas Filipinas.

Todos os projetos foram reconhecidos pelo júri por suas contribuições para os objetivos propostos e por fornecerem soluções reais no local e, combinando critérios sociais, ambientais e econômicos, melhorarem significativamente a vida das pessoas.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNECE
Comissão Económica das Nações Unidas para Europa