Notícias

Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente discute segurança das barragens brasileiras

17 maio 2021

  • Evento promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) debate o monitoramento das barragens e novas tecnologias e soluções.
  • Especialistas reconhecem a necessidade de promover a fiscalização e a transparência, com auditorias e inspeções realizadas de forma independente.
  • O foco das discussões são as oportunidades e desafios para a implementação do Padrão Global da Indústria para Gestão de Rejeitos (GISTM).
Legenda: Barragem do Tucuruí, Tocantins, Brasil
Foto: © Eneida Castro/ International Rivers

Em 19 de maio (quarta-feira) acontece o debate “Monitoramento de Barragens sob a ótica do GISTM – desafios e oportunidades no Brasil”. O evento conta com apoio do Governo Britânico no Brasil, por meio do Ministério do Comércio Internacional, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), e convida grandes nomes do mercado, da academia e do setor público a debater a respeito da segurança das barragens brasileiras, tema decisivo para o futuro da mineração e do meio ambiente.

O debate faz parte de uma série de mesas redondas virtuais, nas quais especialistas vão detalhar como o novo Padrão Global da Indústria para a Gestão de Rejeitos impacta os processos da mineração, a economia e o meio ambiente, colocando em pauta o que já tem sido feito no Brasil e também quais são os futuros desafios. O diálogo abordará o monitoramento de barragens, além das novas tecnologias e soluções que se enquadram nas mais recentes recomendações da Organização das Nações Unidas. 

Parceria - O encontro virtual marca a entrega de um Memorando de Entendimento (MoU) entre o Governo Britânico e o PNUMA, assinado em 27 de abril. O MoU estabelece a parceria para promoção de mesas redondas virtuais para o diálogo com entes do governo, da indústria, da academia e da sociedade civil. O foco das discussões são as oportunidades e desafios para a implementação do Padrão Global da Indústria para Gestão de Rejeitos (GISTM), facilitando a comunicação contínua entre todas as partes. 

O Governo Britânico e o PNUMA trabalham o tema em conjunto com o Comitê Técnico de Barragens de Mineração (CTBMin), liderado pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (SGM-MME), em reuniões temáticas específicas sobre o GISTM.

“O objetivo dessa mesa redonda é trazer nomes de diferentes setores da sociedade para discutir os impactos do novo Padrão Global da Indústria para a Gestão de Rejeitos. Queremos mostrar quais as mudanças que ele propõe para as empresas de mineração e quais são os desafios para a sua implantação no Brasil, principalmente nos estados que já lidam com barragens de rejeito em estado crítico, como Minas Gerais, Bahia, Goiás e Pará”, explica a gerente de desenvolvimento de negócios do Governo Britânico do Reino Unido, Nathalia Gomide, especialista em mineração.

Um novo padrão - O Global Industry Standard on Tailings Management ou Padrão Global da Indústria para Gestão de Rejeitos foi criado em 2020 e estabelece um novo marco para a segurança das barragens como o primeiro modelo global do setor. O projeto saiu por meio de uma parceria do PNUMA, International Council for Mining and Metals (ICMM), e Principle for Responsible Investment (PRI), grupo de investidores que inclui o Fundo de Pensão da Igreja Anglicana do Reino Unido (Church of England), depois do deslizamento da barragem de Brumadinho em 2019.

Um dos principais objetivos é reforçar a fiscalização e aumentar a transparência, com auditorias e inspeções realizadas de forma independente. O novo padrão global está em sintonia com os esforços do Governo Britânico que, junto da Igreja Anglicana do Reino Unido, busca soluções para uma mineração mais segura e responsável em todo o mundo

Sobre o PNUMA - O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) é a principal autoridade ambiental global que determina a agenda internacional sobre o meio ambiente, promove a implementação coerente da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável no Sistema das Nações Unidas e serve como autoridade defensora do meio ambiente no mundo. Sua missão é prover liderança e encorajar parcerias na proteção do meio ambiente, inspirando, informando e permitindo que países e pessoas melhorem sua qualidade de vida sem comprometer as gerações futuras.

Serviço

Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente discute segurança das barragens brasileiras

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

PNUMA
Programa das nações Unidas para o Meio Ambiente

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa