Notícias

Pré-Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU conscientiza sobre a contribuição das mulheres produtoras

27 julho 2021

  • A Pré-Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU reúne delegados de mais de 100 países em um evento híbrido para entregar as mais recentes abordagens científicas, lançar um conjunto de novos compromissos por meio de coalizões de ação e mobilizar novos financiamentos e parcerias.
  • A reunião irá definir o cenário para o evento global em setembro, reunindo diversos atores de todo o mundo para alavancar o poder dos sistemas alimentares para gerar progresso em todos os ODS.
  • Nas vésperas do evento, a vice-secretária-geral da ONU reconheceu o trabalho dos agricultores, principalmente mulheres e indígenas, essenciais para colocar comida em nossas mesas.
  • Além de aumentar a conscientização sobre a contribuição essencial das mulheres produtoras, a vice-chefe destacou a necessidade de apoiar uma maior resiliência contra choques como a pandemia da COVID-19.
Legenda: Uma mãe e suas duas filhas usam diários para registrar o que consomem, vendem, doam ou trocam em sua fazenda em São Paulo, Brasil
Foto: © ONU Mulheres/Lianne Milton

Agricultores, principalmente mulheres e indígenas, trabalham incansavelmente para colocar comida em nossas mesas. O reconhecimento foi feito pela vice-secretária-geral das Nações Unidas, Amina Mohammed, que se encontrou com mulheres produtoras em um mercado de agricultores no Circo Massimo, em Roma, antes da Pré-Cúpula de Sistemas Alimentares, que teve início na segunda-feira (26).

Dezenas de barracas foram montadas nas proximidades do local do evento da ONU, onde chefes de Estado e delegados se reunirão a partir de segunda-feira para discutir formas de transformar os sistemas alimentares para combater a fome, a pobreza, as mudanças climáticas e a desigualdade.

Funcionários da ONU e do governo visitaram o mercado para se encontrar com os agricultores antes de homenagear os produtores, especialmente as mulheres, por seu papel central nos sistemas alimentares.

“Os agricultores são a força vital de nossos sistemas alimentares”, disse Mohammed. “Compreender suas necessidades e os desafios que enfrentam ajuda a garantir que as soluções emergentes sejam adequadas ao seu propósito”, acrescentou ela.

Contribuições despercebidas - A vice-secretária-geral, acompanhada pela enviada especial para a Cúpula de Sistemas Alimentares, Agnes Kalibata, visitou as barracas de mulheres produtoras. Eles também foram ao mercado e deram as boas-vindas a dois Heróis dos Sistemas Alimentares no palco para compartilhar suas histórias.

A visita teve como objetivo aumentar a conscientização sobre a contribuição essencial, embora muitas vezes despercebida, das mulheres produtoras e destacar a necessidade urgente de apoiar uma maior resiliência contra choques como a pandemia da COVID-19.

“As mulheres agricultoras e 'agroempresárias' muitas vezes são impedidas por falta de recursos e acesso à informação. Apoiar as mulheres com as mesmas habilidades, ferramentas e treinamento é uma maneira infalível de melhorar os sistemas alimentares”, disse a presidente das Organizações Pan-Africanas de Agricultores, Elizabeth Nsimadala.

Sistemas alimentares pré-cúpula - A Pré-Cúpula de três dias começou na segunda-feira, reunindo delegados de mais de 100 países em um evento híbrido para entregar as mais recentes abordagens científicas e baseadas em evidências de todo o mundo, lançar um conjunto de novos compromissos por meio de coalizões de ação e mobilizar novos financiamentos e parcerias.

O evento reúne jovens, agricultores, povos indígenas, sociedade civil, pesquisadores, o setor privado, líderes de políticos e ministros da agricultura, meio ambiente, saúde, nutrição e finanças, entre outros atores importantes.

A reunião irá definir o cenário para o evento global culminante em setembro, reunindo diversos atores de todo o mundo para alavancar o poder dos sistemas alimentares para gerar progresso em todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Conheça os principais fatos sobre a fome que serão abordados na reunião:

  • Até 811 milhões de pessoas passaram fome em 2020, com cerca de 118 milhões aderindo à insegurança alimentar
  • Cerca de 660 milhões de pessoas ainda podem enfrentar a fome em 2030 - 30 milhões a mais do que se a pandemia não tivesse ocorrido
  • Em 2020, cerca de uma em cada cinco crianças menores de cinco anos foram afetadas pela baixa estatura causada pela desnutrição
  • Cerca de três bilhões de pessoas não podem pagar por dietas saudáveis

Mudança climática e biodiversidade:

  • Os sistemas alimentares contribuem com cerca de um terço das emissões globais de gases de efeito estufa
  • O desmatamento e as mudanças climáticas significam que a floresta amazônica agora emite mais carbono do que armazena
  • Os sistemas alimentares são o maior causador da perda de biodiversidade, responsável por até 80% das perdas e cerca de 25% das espécies ameaçadas de extinção

Pobreza:

  • Quase 100 milhões de pessoas se encontram na pobreza como resultado da pandemia
  • O desemprego global deve atingir 205 milhões em 2022, contra 187 milhões em 2019
  • Deficiências nos sistemas alimentares são responsáveis ​​por cerca de 12 trilhões de dólares em custos ocultos

Perda e desperdício de comida:

  • Cerca de um terço de todos os alimentos produzidos são perdidos ou desperdiçados todos os anos
  • Se a perda e o desperdício de alimentos fossem um país, seria a terceira nação mais emissora do mundo
  • A redução do desperdício de alimentos custaria cerca de 30 bilhões dólares, mas o retorno potencial pode chegar a 455 bilhões de dólares

Pré-Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU conscientiza sobre a contribuição das mulheres produtoras

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura
ONU
Organização das Nações Unidas

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa