Notícias

Em Dia Mundial da Segurança do Paciente, OMS promove práticas seguras para mães e recém-nascidos

17 setembro 2021

  • Todos os dias, cerca de 800 mulheres e 6,7 mil bebês perdem a vida na hora do parto e nascimento. Além disso, quase 5,4 mil bebês nascem mortos diariamente, com 40% dessas mortes ocorrendo em relação ao trabalho de parto. 
  • Diante dos dados, a OMS convoca gestores, líderes e profissionais de saúde em todo o mundo a adotar um conjunto de cinco metas para o Dia Mundial da Segurança do Paciente de 2021.
  • Apesar do progresso feito na redução da mortalidade e doença materna e neonatal desde 1990, o mundo está longe de atingir as metas estabelecidas nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).
  • A data é dedicada ao reforço da segurança materna e neonatal nos pontos de atendimento, especialmente em torno do parto e nascimento, além de aumentar a conscientização e o engajamento do público, melhorar a compreensão global e trabalhar em prol da solidariedade e ação global dos países e parceiros para promover a segurança na atenção à saúde.
Legenda: Apesar do progresso feito na redução da mortalidade e doença materna e neonatal desde 1990, o mundo está longe de atingir as metas estabelecidas nos ODS
Foto: © Dominic Chavez/Banco Mundial

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está convocando gestores, líderes e profissionais de saúde em todo o mundo a adotar um conjunto de cinco metas para o Dia Mundial da Segurança do Paciente de 2021. O objetivo é melhorar a segurança materna e neonatal nos pontos de atendimento, especialmente em torno do parto e nascimento. 

As metas serão lançadas em uma Conferência Global Virtual “Together for safe and respectful maternal and newborn care”, no Dia Mundial da Segurança do Paciente (17 de setembro), com o tema “Safe maternal and newborn care” (“Cuidados maternos e neonatais seguros”, em tradução livre ao português).

Todos os dias, cerca de 800 mulheres e 6,7 mil bebês perdem a vida na hora do parto e nascimento. Além disso, quase 5,4 mil bebês nascem mortos diariamente, com 40% dessas mortes ocorrendo em relação ao trabalho de parto. A maioria dos natimortos, mortes maternas e neonatais e danos são evitáveis por meio da prestação de cuidados seguros, respeitosos e de qualidade durante a gravidez, o parto e nos primeiros dias de vida.

Os Cinco Objetivos do Dia Mundial da Segurança do Paciente para 2021 visam melhorar a segurança materna e neonatal no local de atendimento e acelerar a ação em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para redução da mortalidade materna e fim das mortes evitáveis de recém-nascidos até 2030.

Os objetivos são:

  • Reduzir práticas desnecessárias e prejudiciais para mulheres e recém-nascidos durante o parto;
  • Fortalecer a capacidade e o apoio dos profissionais de saúde para cuidados maternos e neonatais seguros;
  • Promover cuidados respeitosos para um parto seguro;
  • Melhorar o uso seguro de medicamentos e transfusões de sangue durante o parto; e
  • Reportar e analisar incidentes de segurança no parto.

A OMS está chamando líderes, gestores e profissionais de saúde das unidades de saúde a se comprometerem com essas metas em uma plataforma online criada recentemente pela OMS.

Segurança do paciente - O Dia Mundial da Segurança do Paciente, estabelecido pela Assembleia Mundial da Saúde em 2019, tem como objetivo aumentar a conscientização e o engajamento do público, melhorar a compreensão global e trabalhar em prol da solidariedade e ação global dos países e parceiros para promover a segurança na atenção à saúde.

O tema deste ano destaca a necessidade de prevenir os danos às mulheres e bebês que ocorrem devido aos cuidados maternos e neonatais inseguros durante a gravidez, o parto e os primeiros dias de vida – uma carga que tem sido agravada pela interrupção dos serviços de saúde devido à COVID-19.

O cuidado inseguro inclui problemas como diagnóstico atrasado e incorreto; identificação incorreta do paciente; erros de medicação; anestesia e erros cirúrgicos; práticas inseguras de transfusão e injeção; falta de práticas de controle de infecção; intervenções desnecessárias e maus-tratos.

Apesar do progresso feito na redução da mortalidade e doença materna e neonatal desde 1990, o mundo está longe de atingir as metas estabelecidas nos ODS. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável priorizam a redução da mortalidade materna, com uma meta de mortalidade materna média global de menos de 70 por cada 100 mil nascidos vivos e uma meta nacional suplementar de que nenhum país deve ter uma taxa de mortalidade materna superior a 140 por cada 100 mil nascidos vivos até 2030.

Um dos principais motivos para não atingir essa meta é a falha em abordar os cuidados inseguros e de baixa qualidade.

Garantir a segurança do paciente é fundamental para fortalecer os sistemas de saúde de qualidade e alcançar a cobertura universal de saúde. Ao mesmo tempo, é crucial envolver mulheres grávidas, parceiros e famílias e construir uma força de trabalho em saúde competente e suficiente que seja apoiada por recursos adequados, cultura de segurança e ambientes de trabalho seguros.

A OMS lidera e fornece orientação global sobre a segurança do paciente por meio do Plano de Ação Global para a Segurança do Paciente 2021-2030, que foi adotado pela Assembleia Mundial da Saúde em maio de 2021. O plano fornece orientação estratégica para todas as partes interessadas para eliminar os danos evitáveis na assistência à saúde, incluindo materna e cuidados com o recém-nascido.

Uma rede para melhorar a qualidade da atenção à saúde materna, neonatal e infantil foi estabelecida pela OMS com vários governos, parceiros de implementação e agências de financiamento trabalhando juntos para garantir que todas as mulheres grávidas, recém-nascidos e crianças recebam cuidados seguros e de qualidade com equidade e dignidade.

O Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021 é dedicado aos cuidados maternos e neonatais seguros para reforçar ainda mais esses esforços. Com o slogan “Act now for safe and respectful childbirth!” (“Aja agora para um parto seguro e respeitoso!”, em tradução livre para o português), a OMS está convocando as partes interessadas a estabelecer ou acelerar os esforços existentes relacionados ao parto seguro e respeitoso.

Em Dia Mundial da Segurança do Paciente, OMS promove práticas seguras para mães e recém-nascidos

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

OMS
Organização Mundial da Saúde

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa