Moradores de três estados do Nordeste recebem cartões de alimentação

1.100 famílias receberam cartões de alimentação da campanha Compra Solidária do Carrefour, que tem apoio do Programa Mundial de Alimentos (WFP).

“Essa doação veio na hora certa, pois já não sabíamos mais o que fazer para conseguir o alimento”, respirou aliviada Maria Conceição da Silva, 35 anos, moradora do bairro Autran Nunes, em Fortaleza, Ceará. Casada e mãe de dois filhos, Maria Conceição não tem formação profissional. Assim como o marido, que é servente de obra, tem dificuldade em conseguir recursos para alimentar a família e manter a casa durante a pandemia da COVID-19. Ela foi uma das 1.100 famílias beneficiadas pela entrega de cartões de alimentação da campanha Compra Solidária do Carrefour, que tem apoio do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP).

A campanha transforma as doações de pessoas físicas e empresas em cartões de R$ 100, que são distribuídos por ONGs parceiras. A ONG Diaconia, com atuação no nordeste, distribuiu os cartões a famílias nas regiões metropolitanas do Recife (PE), João Pessoa (PB) e Fortaleza (CE).

A ação tem como objetivo fornecer mais um apoio às famílias afetadas pelas consequências socioeconômicas provocadas pelas restrições impostas em função do novo coronavírus. Quando a pandemia se instalou, a vida de Shirlane Maria dos Santos, 32 anos, mudou drasticamente. Grávida do terceiro filho, Shirlane é dona de casa e o marido parou de trabalhar como motorista de aplicativo: não havia mais clientes e ele ficou com receio de levar o vírus para casa. A família teve que sobreviver da ajuda de pessoas próximas até a chegada do auxílio emergencial cedido pelo governo federal. “Foi e continua sendo um momento muito difícil. Com o auxílio que recebo tenho que pagar o aluguel de R$ 350, as despesas fixas como água e luz, e ainda garantir a alimentação dos meus filhos. Com essa ajuda do cartão alimentação vou poder comprar alimentos básicos para minha família”, disse Shirlane.

O desemprego também afetou a família de Maria Moteiro, 35 anos, moradora de Jaboatão dos Guararapes, região metropolitana do Recife. Com a pandemia, o marido perdeu o emprego e a família de quatro pessoas está vivendo com ajuda de parentes e doações. “Nenhum dos meus filhos trabalha. Está sendo muito difícil viver nessa situação, ainda mais porque pagamos aluguel. A nossa única renda tem sido o auxílio do governo”, contou.

Dependente de trabalho informal com lavagem de roupas, Renata Ferreira, 27 anos, também tem enfrentado dificuldades para alimentar os quatro filhos. “Estamos passando necessidade mesmo. Sou eu sozinha para cuidar dessas crianças”, disse.

A campanha – As doações feitas pela Diaconia fazem parte do lote de 6.000 cartões da campanha Compra Solidária, do Carrefour. Além da Diaconia, as ONGs Ação da Cidadania, Cáritas e Fundação Amazônia Sustentável (FAS) também fazem parte da ação, com atuação em 12 estados e no Distrito Federal. A depender da localidade e das condições logísticas, as ONGs distribuirão os cartões diretamente às famílias ou entregarão as cestas já montadas. Os beneficiários poderão usar os cartões em qualquer estabelecimento, desde que o uso seja feito para compra de produtos de primeira necessidade. O WFP recomenda que as famílias comprem frutas e legumes para composição de refeições saudáveis e que utilizem, de preferência, estabelecimentos locais.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
WFP
Programa Mundial de Alimentos