COVID-19 e o novo coronavírus

Foto: © Unsplash/Claudio Schwarz

Brasil

Início: 2020-03-01
Fim: 2021-09-30

Os desafios sem precedentes impostos pela pandemia de COVID-19 aos países têm impactos no desenvolvimento, na produção agrícola e industrial e na integridade dos ecossistemas. Os efeitos socioeconômicos da pandemia afetaram duramente as pessoas, principalmente as mais vulneráveis. A crise ocasionada pela COVID-19 exacerbou desigualdades pré-existentes e problemas estruturais, como falta de acesso a saneamento básico e a serviços de saúde. O Sistema ONU no Brasil vem trabalhando com governos, empresas e a sociedade civil para avaliar as necessidades de brasileiras e brasileiros e intervir de modo a apoiar o país durante a crise e em seus esforços de recuperação. Em linha com o marco de cooperação entre o Brasil e a ONU e com a Agenda 2030, o Marco de Resposta e Recuperação Socioeconômica do Sistema ONU no Brasil inclui atividades de resposta imediata à crise e de recuperação no longo prazo.

O plano de resposta da ONU tem como foco as populações mais vulneráveis e está construído sobre cinco pilares:

  1. Saúde
  2. Proteção às pessoas
  3. Resposta e recuperação econômica
  4. Resposta macroeconômica
  5. Coesão social e resiliência comunitária

Mais de 300 atividades vêm sendo implementadas, com um orçamento de US$ 148 milhões.

Acesse a página internacional da OMS em who.int/coronavirus, e das Nações Unidas em un.org/coronavirus. Acesse os dados globais mais atualizados em covid19.who.int e os dados do Ministério da Saúde do Brasil clicando aqui.

Acesse também: COVID-19 e a dimensão de direitos humanos

Acesse aqui todos os vídeos sobre a COVID-19. Acesse aqui todas as artes gráficas sobre a COVID-19; acesse a galeria e descrições das imagens no Facebook clicando aqui.

50 %
2020-03-01
2021-09-30

Documentos de referência