Sinal dos tempos: a resposta e a recuperação da COVID-19 devem ser acessíveis, diz Guterres

  • O Dia Internacional das Línguas de Sinais deste ano está sendo comemorado em meio a uma pandemia que "perturbou e tirou vidas em todos os lugares", incluindo de pessoas com deficiência auditiva, disse o chefe da ONU nesta quarta-feira (23).
  • Na sua mensagem para o dia, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exprimiu seu encorajamento pelo fato de alguns países terem fornecido anúncios de saúde pública e informações sobre a COVID-19 com interpretação nacional em linguagem gestual.
Uma intérprete de linguagem de sinais durante um evento especial da ONU. Foto: ONU/Manuel Elias

O Dia Internacional das Línguas de Sinais deste ano está sendo comemorado em meio a uma pandemia que "perturbou e tirou vidas em todos os lugares", incluindo de pessoas com deficiência auditiva, disse o chefe da ONU nesta quarta-feira (23).

Na sua mensagem para o dia, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exprimiu seu encorajamento pelo fato de alguns países terem fornecido anúncios de saúde pública e informações sobre a COVID-19 com interpretação nacional em linguagem gestual.

E ele repetiu seu apelo para que as medidas de resposta e recuperação da COVID-19 sejam acessíveis a todos. 

A Estratégia da ONU para a Inclusão de Pessoas com Deficiência, lançada no ano passado, visa fortalecer os esforços para a participação significativa e a inclusão plena de pessoas com deficiência "em tudo o que fazemos, inclusive em tempos de crise", explicou o alto funcionário das Nações Unidas.

Ele chamou a estratégia de "a única maneira" de cumprir a promessa central da Agenda 2030 de não deixar ninguém para trás. "Neste Dia Internacional das Línguas de Sinais, apelo a todos os líderes locais, nacionais e globais para proteger e promover a diversidade das línguas de sinais e culturas, para que todos os deficientes auditivos possam participar e contribuir com a sociedade e alcançar seu pleno potencial", disse.

De acordo com a Federação Mundial de Deficientes Auditivos, existem aproximadamente 72 milhões de deficientes auditivos em todo o mundo - mais de 80% dos quais vivem em países em desenvolvimento - e, coletivamente, eles utilizam mais de 300 línguas de sinais.

A ONU afirma que o Dia Internacional das Línguas de Sinais oferece uma oportunidade única de apoiar e proteger a identidade linguística e a diversidade cultural de pessoas com deficiência auditiva e outros usuários de língua de sinais.

Ainda neste ano, a Federação Mundial lançará um Desafio de Líderes Globais para promover o uso de línguas de sinais por líderes locais, nacionais e globais em parceria com associações nacionais de pessoas com deficiência auditiva e organizações em cada país.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNIC
Centro de Informação das Nações Unidas