​Ano Internacional das Frutas e Vegetais: diversidade dos alimentos é essencial para a alimentação ​

  • A Assembleia Geral da ONU designou 2021 o Ano Internacional das Frutas e Vegetais, e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) é a agência líder em celebrar o ano em colaboração com outras organizações do sistema das Nações Unidas. 
  • A ONU vai dedicar o ano para aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais e para a saúde do consumo de frutas e vegetais, para promover dietas e estilos de vida diversificados, equilibrados e saudáveis e para reduzir a perda e o desperdício de alimentos, especialmente desses alimentos mais perecíveis.
No Ano Internacional das Frutas e Vegetais a ONU vai aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais e para a saúde do consumo de frutas e vegetais.
No Ano Internacional das Frutas e Vegetais a ONU vai aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais e para a saúde do consumo de frutas e vegetais.

A Assembleia Geral da ONU designou 2021 o Ano Internacional das Frutas e Vegetais, e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) é a agência líder em celebrar o ano em colaboração com outras organizações do sistema das Nações Unidas. 

A ONU vai dedicar o ano para aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais e para a saúde do consumo de frutas e vegetais, para promover dietas e estilos de vida diversificados, equilibrados e saudáveis e para reduzir a perda e o desperdício de alimentos, especialmente desses alimentos mais perecíveis. Um vegetal com gosto de pão? Um primo menos conhecido da alcachofra? Um alimento que é ao mesmo tempo um vegetal e um grão? Quem disse que frutas e vegetais são chatos está equivocado, pois há muito a se descobrir.

Muitas pessoas conhecem e amam as frutas e legumes que são cultivados ou comercializados em várias partes do mundo. No entanto, existem muitas outras frutas e vegetais que foram negligenciados e subutilizados. Às vezes, eles são esquecidos por causa da mudança de gostos e tendências, processamento demorado e trabalhoso ou porque outras safras alcançam preços mais altos. Outros não recebem os recursos necessários para sua pesquisa, desenvolvimento e promoção. Seja qual for o motivo, o resultado é que os agricultores param de plantar essas mudas "esquecidas", o que, com o tempo, reduz a disponibilidade das sementes e desgasta o conhecimento tradicional dessas plantas.

Frutas e vegetais subutilizados, no entanto, se adaptam frequentemente de forma única a seus ambientes locais e podem desempenhar um papel vital no apoio a dietas diversificadas e nutritivas. Eles têm múltiplos benefícios para a saúde que são essenciais para combater a desnutrição e prevenir doenças não transmissíveis. Algumas safras subutilizadas, na verdade, têm grande potencial comercial e, destinadas a certos mercados, podem ser uma excelente safra comercial para os pequenos agricultores.

A diversidade, especialmente de frutas e vegetais, é boa para a saúde, boa para o meio ambiente e boa para a subsistência, então é hora de desfrutar e celebrar todos os recursos alimentares em 2021: o Ano Internacional das Frutas e Vegetais

Então, para despertar a curiosidade, aqui estão cinco frutas e vegetais dos quais talvez não tenha ouvido falar:

Fruta-pão

A árvore da fruta-pão é tropical e altamente diversa. Originário da Oceania, possui mais de 120 variedades conhecidas. As árvores de fruta-pão começam a dar frutos após cerca de seis anos e permanecem produtivas por mais de 50 anos. A fruta em si pode ser comida crua quando madura ou cozida quando não estivessem maduras – como você faria batatas. A polpa branca tem textura de pão e sabor de castanha, além de conter altos teores de amido que pode ser um bom substituto para a farinha de trigo. É ainda utilizado na medicina tradicional, esfregando na pele para tratar infecções.

Cacto Pera ou Nopal

O cacto pera é originalmente indígena do México, mas agora é encontrado em áreas secas de todo o mundo. O nopal, fruto do cacto pera, é tolerante à seca e pode ser consumido principalmente frescos ou transformados em xaropes e geleias. Fornece uma boa fonte de antioxidantes e vitaminas, especialmente vitamina C. Procurando inspiração para prepará-los? Aqui está uma receita de nopalitos, uma receita de cacto pera com tomates e cebolas.

Moringa

Todas as partes da árvore moringa – casca, vagem, folhas, nozes, sementes, tubérculos, raízes e flores – são comestíveis. Suas folhas, raízes e vagens imaturas são consumidas como vegetais. As folhas de Moringa são ricas em proteínas, vitaminas A, B e C e minerais, altamente recomendadas para mulheres grávidas e lactantes, bem como para crianças pequenas. A planta é excelente para promover a segurança alimentar – produz folhas durante a seca e épocas de escassez de água, sendo uma excelente fonte de vegetais verdes quando outros são difíceis de encontrar.

Cardo

O cardo é um parente próximo da alcachofra e é usado em pratos tradicionais da Espanha, da Itália e do sul da França. Suas flores podem substituir o coalho – uma enzima usada para transformar o leite em queijo – e suas folhas são consideradas diuréticas, uma vez que melhoram a função da vesícula biliar e do fígado e estimulam a digestão. E é útil para o meio ambiente também – as sementes podem ser prensadas em óleo para a produção de combustível biodiesel.

Amaranto

O amaranto é um vegetal e um grão! As folhas de amaranto são geralmente colhidas frescas para uso, como verduras em saladas ou escaldadas, cozidas no vapor, fervidas, fritas em óleo e misturadas com carne, peixe, sementes de cucúrbita, amendoim ou óleo. O grão de amaranto é popularmente vendido no México, às vezes misturado com chocolate ou arroz tufado, e sua popularidade se espalhou pela Europa e partes da América do Norte. Não contém glúten e contém vitaminas nutritivas, consideradas boas no tratamento de doenças cardiovasculares e anemia. Dica de receita? Juntando berinjela e batata, faz um curry saboroso.

Todas essas frutas e vegetais menos conhecidos são ótimos para sua saúde e uma maneira divertida de enriquecer sua comida caseira. Portanto, procure-os e espalhe a novidade! Ao chamar mais atenção para eles, podemos criar demanda e mercados para alimentos não tradicionais, enriquecendo nossos sistemas alimentares e ajudando a acabar com a desnutrição e a fome. 

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura