Sebrae e GEF Biogás Brasil realizam workshop sobre biogás em Santa Catarina 

  • Workshop mobilizou mais de 30 instituições ligadas ao biogás em Santa Catarina, incluindo empresas, governo local, universidades, associações e cooperativas.
  • O Projeto GEF Biogás Brasil é liderado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO). O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é parceiro estratégico do Projeto.
Planta de Biogás
Planta de Biogás

O Projeto GEF Biogás Brasil, em colaboração com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realizou um workshop virtual com mais de 30 entidades da governança do biogás em Santa Catarina (SC). O Projeto é liderado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e conta com o Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás) como principal entidade executora.

Empresas, instituições de ensino, associações, cooperativas e governo local participaram do workshop, entre eles a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado de Santa Catarina, a Companhia de Gás de Santa Catarina, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina.  Também participaram o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, a Associação Brasileira do Biogás e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), parceiros do Projeto.

“O mais importante desta ação é o engajamento dos colegas em Santa Catarina. É multiplicar”, diz o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim. “O Projeto GEF Biogás Brasil é inclusivo, ele vai crescendo e incluindo novos trabalhos e novos processos”, confirma o diretor do Departamento de Tecnologias Aplicadas do MCTI, Eduardo Soriano.

O representante da UNIDO para o Brasil e a Venezuela, Alessandro Amadio, reforça que o trabalho junto ao setor privado em Santa Catarina é fundamental para o avanço da produção de biogás no país. “Temos que aproveitar as energias renováveis, trabalhar com toda a cadeia de valor do biogás, incluindo as empresas”, diz Amadio.

Workshop sobre biogás reuniu 30 instituições catarinenses
Workshop sobre biogás reuniu 30 instituições catarinenses

O workshop foi resultado de meses de mobilização setorial, como explica o analista técnico do Sebrae de Santa Catarina, Paulo Henrique de Oliveira. “Mapeamos instituições ligadas ao biogás no estado em janeiro. Em fevereiro, fizemos diversas reuniões com essas entidades, com participação expressiva, e elas se mostraram abertas a colaborar com nossas ações”, conta Oliveira.

Além do engajamento da governança catarinense do biogás, o workshop aplicou um questionário online para definir indicadores sobre o mercado local. Os participantes responderam a perguntas sobre desenvolvimento tecnológico, nível de eficiência e segurança energéticas, marcos regulatórios, boas práticas de sustentabilidade, competitividade empresarial e infraestrutura.

O encontro faz parte da frente de trabalho do Projeto GEF Biogás Brasil voltada para a aplicação do método Foresight de análise de mercado. O Foresight permite o mapeamento da oferta e da demanda de tecnologia, inovação e conhecimento presentes na cadeia de valor do biogás em territórios específicos, e oferece ao mercado modelos de negócio inovadores para o desenvolvimento do setor.

“A ideia da abordagem territorial é trabalhar com o setor privado, respondendo às novas demandas dos empresários, para aumentar a competitividade das empresas. Também apoiamos a modernização de políticas públicas, no sentido de criar um ambiente favorável ao biogás”, explica o Especialista Nacional em Inovação e consultor da UNIDO, Emilio Beltrami.

Em etapas, o Projeto GEF Biogás Brasil dialoga com a governança do biogás em Santa Catarina em parceria com o Sebrae. Primeiro, empresas e entidades do setor no estado são acionadas para contribuir com informações sobre o cenário tecnológico atual, visando identificar a demanda por inovação. Em seguida, o Projeto organiza o ecossistema local para a transferência de conhecimento, permitindo que novos modelos de negócio sejam elaborados para o setor privado e fomentando os investimentos na cadeia de valor do biogás.

Além disso, a interação entre os atores locais resulta no desenvolvimento de propostas de modernização das políticas públicas ligadas ao tema, tendo como resultado a criação de um ambiente de negócios favorável ao biogás. O Projeto GEF Biogás Brasil vai realizar uma nova rodada de diálogos com empresas em Santa Catarina em seminário digital, planejado para abril deste ano.

Para mais informações, acesse o site do Projeto: www.gefbiogas.org.br .

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNIDO
Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial