Notícias

Museus não devem ser negligenciados na recuperação da pandemia, alerta UNESCO

15 abril 2021

  • Com base nos dados de 104 mil museus fornecidos por 87 estados-membros, a UNESCO publicou uma nova atualização em seu relatório do ano passado: “Museus ao redor do mundo em face do COVID-19”.
  • O relatório recém-publicado estima que, em 2020, cerca de 90% dos museus estiveram fechados por uma média de 155 dias e, desde o início de 2021, muitos tiveram que fechar as portas novamente, devido ao crescimento nas taxas de infecção.
  • Isso resultou em uma queda de 70% na média de visitantes e um declínio de 40 a 60% no faturamento comparado com 2019, relata a agência.
  • Novo relatório também apresenta propostas para recuperação do setor.
mulher observa quadro de van gogh
Legenda: Museus tiveram uma queda 70% na média de visitantes e um declínio de 40 a 60% no faturamento.
Foto: © Elizabeth Scaffidi/UN News

Frente a fechamentos alarmantes e prolongados devido à pandemia por COVID-19, a Diretora-Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay, reafirmou a "importância fundamental" destas instituições para reviver a vida cultural e preservar nosso patrimônio comum "em toda a sua diversidade". A declaração foi feita, nesta terça-feira, no lançamento de uma nova atualização do relatório publicado no ano passado: “Museus ao redor do mundo em face do COVID-19”.

De acordo com a UNESCO, todo o setor cultural foi severamente afetado pela pandemia, com os museus atingidos de forma particularmente severa.

Com base nos dados de 104 mil museus fornecidos por 87 estados-membros, o relatório recém-publicado estima que, em 2020, cerca de 90% dos museus estiveram fechados por uma média de 155 dias e, desde o início de 2021, muitos tiveram que fechar as portas novamente, devido ao crescimento nas taxas de infecção.

Isso resultou em uma queda de 70% na média de visitantes e um declínio de 40 a 60% no faturamento comparado com 2019, relata a agência.

“Em meio à crise, não devemos perder de vista a importância fundamental de garantir o acesso à cultura e conservar nosso patrimônio comum em toda a sua diversidade”, afirmou a chefe da UNESCO.

Papéis Essenciais - Os museus preservam o patrimônio para as futuras gerações, promovem a aprendizagem ao longo da vida, proporcionam igualdade de acesso à cultura e espalham os valores em que se baseia a humanidade, afirmou a UNESCO.

Sua função em termos de inclusão social também é vital para ajudar a manter as sociedades unidas, e eles desempenham um papel importante tanto na indústria criativa quanto no turismo.

Os autores também chamam a atenção para atividades educacionais tradicionais que são sediadas por museus, tal como visitas escolares, visitas guiadas e workshops.

“O lugar que reservamos para os museus nas políticas de recuperação da pandemia diz muito sobre os valores sociais que desejamos manter”, lembrou Azoulay.

Indo para o futuro - As recomendações feitas em museus de todo o mundo incluem a implementação de uma política de digitalização em grande escala para coleções, juntamente com medidas para apoiar mais educação, treinamento e pesquisa.

Adicionalmente, os autores apoiam a necessidade de cooperação entre museus a nível internacional e de autoridades públicas para fornecer apoio financeiro durante a pandemia e fortalecer culturas no futuro, tornando as instituições mais resilientes.

“Os Estados têm um papel fundamental a desempenhar no apoio aos museus neste período difícil, através de uma política cultural ambiciosa, não só para garantir a sua sobrevivência, mas para os preparar para o futuro”, ressaltou a chefe da UNESCO.

Principais impactos da pandemia nos museus

  • Para algumas instituições em questão, as receitas caíram até 80% em comparação com 2019;
  • Em 50% dos países pesquisados, os subsídios públicos para instituições nacionais diminuíram, alguns muito significativamente;
  • Cerca de 43% dos museus foram fechados no primeiro trimestre de 2021.

Museus não devem ser negligenciados na recuperação da pandemia, alerta UNESCO

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

UNESCO
Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa