Notícias

Exposição mostra o percurso de pessoas refugiadas e migrantes da Venezuela rumo à integração no Brasil

01 outubro 2021

  • A exposição fotográfica irá retratar o percurso de refugiados e migrantes venezuelanos rumo à integração social no Brasil, a partir de histórias reais de pessoas que atravessaram a fronteira em Roraima em busca de oportunidades para reconstruírem suas vidas em um novo país.
  • A mostra "Acolhidos: o percurso da Venezuela à integração no Brasil" estará aberta ao público em Brasília, de 30 de setembro até 31 de outubro, com entrada gratuita e prevê todos os protocolos de segurança e controle preventivos à COVID-19. 
  • A exposição faz parte do projeto Acolhidos por meio do trabalho, implementado há dois anos pela AVSI Brasil e Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), organizações parceiras da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).
Legenda: A exposição terá como base fotografias e vídeos que destacam o percurso de refugiados e migrantes venezuelanos desde quando cruzam a fronteira até a integração em diversas partes do Brasil.
Foto: © Antonello Veneri/AVSI Brasil

Uma exposição fotográfica inédita no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, irá retratar o percurso de refugiados e migrantes venezuelanos rumo à integração social no Brasil, a partir de histórias reais de pessoas que atravessaram a fronteira em Roraima, nos últimos anos, em busca de oportunidades para reconstruírem suas vidas em um novo país.

A mostra "Acolhidos: o percurso da Venezuela à integração no Brasil" estará aberta ao público em Brasília, de 30 de setembro até 31 de outubro, com entrada gratuita e prevê todos os protocolos de segurança e controle preventivos à COVID-19. O uso de máscara é obrigatório.

A exposição faz parte do projeto Acolhidos por meio do trabalho, implementado há dois anos pela AVSI Brasil e Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), organizações parceiras da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) que visa, entre outras ações, apoiar a interiorização de refugiados e migrantes venezuelanos que estão em centros de acolhida, em Boa Vista (RR), para outras cidades brasileiras, onde há oportunidades de trabalho. Estima-se que há cerca de 8 mil venezuelanos abrigados em Roraima atualmente.

O trajeto percorrido por essas famílias, desde que chegaram ao Brasil, até a conquista de sua autonomia, foi acompanhado pelo fotógrafo Antonello Veneri, que cruzou a fronteira com a Venezuela, e atravessou o Brasil, parando em cidades do Centro-oeste e do Sul do país, onde grupos de venezuelanos foram contratados pelo setor privado.

Segundo Antonello, a exposição oferece uma imersão no cotidiano de pessoas que carregam histórias surpreendentes de superação. “Esta exposição é a história de uma longa viagem, feita de estradas e de tristezas, de dignidade e de muita esperança. É a história de quem não se rende e vai em busca do que faz sentido. Estamos vivendo um período de grandes migrações no mundo e, dentro destas longas viagens de superação, são os rostos, através dos retratos, os que marcam. Cada olhar é um presente. E dentro dessa longa viagem, me permito dizer que há também a minha história de migrante acolhido pelo Brasil”, revelou o fotógrafo, que é de origem italiana.

O projeto

O projeto Acolhidos por meio do trabalho conta com o envolvimento da Fundação AVSI e AVSI-USA e é financiado pelo Bureau de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos Estados Unidos, com o objetivo de fortalecer as ações da Operação Acolhida; força-tarefa humanitária liderada pelo Governo Federal, em resposta à crise humanitária instaurada na Venezuela. A iniciativa conta com o apoio institucional da Casa Civil da Presidência da República, da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e de entidades da sociedade civil que atuam na temática do refúgio e da migração.

Desde que foi implementado, o projeto Acolhidos intermediou a interiorização de 1.084 venezuelanos, de Roraima para nove estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal, sendo que 519 foram contratados por empresas parceiras. Cada pessoa contratada pode levar seus familiares para um novo recomeço na cidade de acolhida e contam com acompanhamento social e moradia nos três primeiros meses após a contratação. O projeto também atua com a população brasileira em situação de vulnerabilidade, com capacitações profissionais e a inserção no mercado de trabalho.

Serviço:

  • Exposição Fotográfica "Acolhidos: o percurso da Venezuela à integração no Brasil" (fotografias de Antonello Veneri)
  • Local: Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB Brasília
  • Endereço: SCES Trecho 2 – Brasília/DF (vão central da Torre 4, térreo)
  • Período: 30 de setembro a 31 de outubro de 2021
  • Horário: 9h às 21h – de terça à domingo
  • Entrada: Gratuita Classificação etária: livre

Exposição mostra o percurso de pessoas refugiadas e migrantes da Venezuela rumo à integração no Brasil

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

ACNUR
Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa