Notícias

Fórum Mundial de Dados qualifica debate sobre acesso, confiança e proteção de informações

05 outubro 2021

  • Desde a última semana, especialistas em dados e estatísticas de todo o mundo estão reunidos em Berna, na Suíça, para o Fórum Mundial de Dados das Nações Unidas.
  • O evento se encerra amanhã, com a adoção do Pacto Bern, um esforço da comunidade internacional para aumentar a acessibilidade, confiança e proteção das informações.
  • Para Stefan Schweinfest, diretor da Divisão de Estatísticas das Nações Unidas (UNSD), o evento aconteceu em um momento crítico, uma vez que a pandemia de COVID-19 expôs a importância de se ter dados de qualidade em áreas como a saúde e como isto pode se refletir em vidas salvas.
  • Entre os dados que evidenciam a necessidade de se avançar nesta área está o fato de que apenas 60 países foram capazes de coletar estatísticas de infecção pela doença, que pudessem gerar recortes simples, como o de gênero. 
  • Outro dado alarmante apresentado é o de que 40% dos países não têm um sistema de registro básico como o de nascimentos e mortes.
Legenda: O encontro discute as desigualdades no acesso à tecnologias da informação e fortalece a cooperação entre as várias comunidades de dados em níveis locais e globais para atingir os ODS
Foto: © NASA/Unsplash

O Fórum Mundial de Dados das Nações Unidas acaba nesta quarta-feira (6) e coroa uma discussão encabeçada por especialistas em dados e estatísticas de todo o mundo. O evento está acontecendo em Berna, na Suíça, e deve culminar com a assinatura de um pacto que promoverá mais transparência, confiança e acessibilidade no setor de dados e estatísticas. 

Para Stefan Schweinfest, diretor da Divisão de Estatísticas das Nações Unidas (UNSD), o evento está sendo realizado em um momento crítico, onde a pandemia de COVID-19 revelou ao mundo a necessidade de estatísticas confiáveis e qualificadas. 

“Dados de qualidade e que possam ser desmembrados em outras informações são necessários para controlar a doença e também para que os cidadãos possam entender o mundo ao seu redor e tomarem decisões mais assertivas”, declarou.

Abertura - Em uma mensagem em vídeo gravada para a abertura do evento, o secretário-geral da ONU, António Guterres afirmou, que o fórum é “um espaço essencial para unir comunidades de dados, exibir soluções, estimular parcerias” e para tornar possível o acesso de dados para todos, garantido que eles sejam atuais, abertos e de qualidade, algo que Guterres afirmou ser indispensável atualmente.

Ele afirmou que as Nações Unidas estão “comprometidas em liberar e cultivar dados como um recurso estratégico para que seja possível tomar melhores decisões e oferecer apoio mais forte a pessoas e ao planeta”. Um suporte mais intenso aos países, à comunidade estatística e ao amplo ecossistema de dados é o foco principal desta iniciativa. 

“Nós precisamos garantir que os dados empoderem os indivíduos e as comunidades, mas também os protega quando eles estiverem em maior risco.”

Desigualdades - De acordo com Stefan Schweinfest, “nós ainda enfrentamos grandes desigualdades em relação aos dados. Cerca de 40% dos países não têm um sistema de registro de nascimentos e mortes - um recurso básico para governos possam proteger sua população”.

Com mais de um ano de pandemia, somente 60 países têm dados a respeito de infecções e mortes causadas pelo COVID capazes de oferecer um recorte de gênero, por exemplo. Agora é o momento de fortalecer nosso compromisso”, ele afirmou durante o encontro. “Há uma necessidade urgente em produzir dados de maneira mais inteligente e de utilizar inovações emergentes para aumentar o número e melhorar a qualidade das estatísticas”. 

Futuro melhor - O Fórum Mundial de Dados da ONU reúne centenas de especialistas em estatísticas, usuários e produtores que trabalham com novas soluções para dados a fim de apoiar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O Fórum vai culminar na adoção do Pacto Bern de Dados para a Década de Ação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (tradução livre do inglês para o português).

O pacto será um chamado à comunidade de produtores de dados para não deixarem ninguém para trás e para garantirem que os dados sejam atuais, abertos e imparciais, além de uma convocação para construção de maior confiança na área de proteção destas informações. O acordo também terá como finalidade fortalecer a cooperação entre as várias comunidades de dados em níveis locais e globais para atingir os ODS.

A cada dois anos, o fórum destaca as inovações e as desigualdades nos dados, exibindo progressos na implementação da revolução de dados e do Plano de Ação Global da Cidade do Cabo para Dados de Desenvolvimento Sustentável.

Temáticas - Stefan Schweinfest explica que o fórum está organizado ao redor de seis temáticas principais, que incluem: “não deixar ninguém para trás, entender o mundo através dos dados, construir confiança em dados e estatísticas, aumentar o investimento para aumentar a compilação dos dados e enfrentar as desigualdades existentes”.

Ele enfatiza que isso pode ser feito ao se trabalhar “como uma comunidade única que promove práticas inovadoras e captura os status e necessidades de todas as pessoas, através da apresentação atualizada de dados, ao mesmo tempo em que zela pelo direito à privacidade e mantém a transparência”.

Tendo em mente que seria difícil para os governos abrirem e disponibilizarem seus ecossistemas de dados, Schweinfest afirmou que o desafio é garantir que os dados já disponibilizados tenham qualidade. Ele completou que o fórum é um espaço para que a comunidade colabore com novas iniciativas que continuarão em ação depois do dia 6 de outubro.

Fórum Mundial de Dados qualifica debate sobre acesso, confiança e proteção de informações

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

UNSDSN
UN Sustainable Development Solutions Network

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa