Notícias

OPAS pede solidariedade após queda de 20% nas doações de sangue

22 junho 2022

Durante evento relativo ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) alertou sobre a queda das doações de sangue na América Latina e no Caribe.

Segundo a organização, foi registrada uma queda de 20% nas doações na região durante o primeiro ano da pandemia de COVID-19, em comparação com 2017.

A situação é particularmente grave em países de baixa e média renda.

 

Em 2020, foram coletadas 8,2 milhões de unidades de sangue, beneficiando mais de um milhão de pessoas que precisam de transfusão.
Legenda: Em 2020, foram coletadas 8,2 milhões de unidades de sangue, beneficiando mais de um milhão de pessoas que precisam de transfusão.
Foto: © Reprodução/OPAS

A queda nas doações de sangue na América Latina e no Caribe fez soar um alerta na  Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). A informação foi destacada pela organização em evento realizado no México relativo ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho.

Segundo os dados mais recentes da OPAS, foi registrada uma queda de 20% nas doações na região durante o primeiro ano da pandemia de COVID-19, em comparação com 2017. 

A pandemia revelou que “a contribuição dos doadores de sangue é essencial. Sem eles as transfusões que ajudam a salvar milhões de vidas a cada ano não são possíveis”, afirmou o subdiretor interino da OPAS, Marcos Espinal, durante o evento global. “A necessidade de sangue é universal, mas o acesso a ele não é”, acrescentou. A situação é particularmente grave em países de baixa e média renda.

Na América Latina e Caribe, 8,2 milhões de unidades de sangue foram coletadas em 2020, beneficiando mais de um milhão de pessoas que precisam de transfusão. Mas em muitos países, a demanda por sangue supera a oferta e os serviços enfrentam o desafio de garantir a disponibilidade de sangue e componentes sanguíneos seguros e de qualidade.

Para evitar a escassez e garantir a segurança, a OPAS recomenda que 100% das doações de sangue e hemocomponentes venham de doadores voluntários e regulares e que a família ou amigos dos pacientes não precisem ser chamados para repor esse recurso que salva vidas.

No entanto, a região ainda está longe de atingir esse objetivo. Em 2020, 48% do sangue coletado veio de doadores voluntários, 2% a mais do que em 2017. E enquanto mais de 80% do sangue em 10 países veio de doadores voluntários regulares, em outros nove, essa proporção não chegou a 10%. A OPAS trabalha com os países para aumentar as doações voluntárias e garantir a segurança.

Marco anual - O Dia Mundial do Doador de Sangue, instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2005, é comemorado a cada 14 de junho.

A data busca destacar a importância da disponibilidade de sangue e hemoderivados seguros e suficientes para todos e agradecer aos doadores voluntários, regulares e não remunerados por seu ato de solidariedade. 

O tema deste ano é "Doar sangue é um ato de solidariedade. Junte-se a este esforço e salve vidas".

OPAS pede solidariedade após queda de 20% nas doações de sangue

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

OPAS/OMS
Organização Pan-Americana da Saúde
PAHO
The Pan American Health Organization

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa