Notícias

ONU lança Ano Internacional da Quinoa para combater a desnutrição mundial

20 fevereiro 2013

Foi lançado nesta quarta-feira (20) o Ano Internacional da Quinoa para aumentar a conscientização sobre o valor nutricional, econômico, ambiental e cultural de um alimento que tem sido cultivado por milhares de anos na Bolívia, Colômbia, Equador e Peru.

"Espero que este Ano Internacional seja um catalisador para aprender sobre o potencial da quinoa para a segurança alimentar e nutricional, para reduzir a pobreza - especialmente entre os pequenos agricultores do mundo - e para a agricultura ambientalmente sustentável", disse o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, no lançamento do Ano na sede da ONU em Nova York.

Chamando-a de "extraordinária" e uma "âncora cultural" dos Andes, Ban Ki-moon observou que a quinoa contém todos os aminoácidos essenciais, vitaminas, e não possui glúten.

Sua plantação é amplamente adaptável, e cresce em temperaturas que variam de 8 graus negativos a 38 graus Celsius, no nível do mar ou a 4.000 metros, e não é impactado pela baixa umidade. Essa versatilidade faz da quinoa uma opção alimentar viável para áreas com condições agrícolas áridas e altas taxas de desnutrição.

A Organização da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO) estima que um bilhão de pessoas foram sofreram devido a problemas causados pela desnutrição em 2010, quase todos vivendo no mundo em desenvolvimento.

ONU lança Ano Internacional da Quinoa para combater a desnutrição mundial