OPAS/OMS participa do lançamento da Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020 no Brasil

Foi lançado na última quarta (11/5) em Brasília o Pacto Nacional para Redução dos Acidentes de Trânsito, oficializando a participação do Brasil na Década de Ações pela Segurança no Trânsito 2011-2020, convocada pela ONU. O evento teve a participação de Enrique Gill representando a OPAS/OMS no Brasil, dos Ministros das Cidades, Mário Negromonte, e da Saúde, Alexandre Padilha, de dirigentes da ANTP, governadores de diversos estados, autoridades federais, estaduais, municipais e ONGs. O Diretor da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, expôs a situação do Brasil em relação aos acidentes de trânsito, lembrando a gravidade dos números no País. Na ocasião, foi apresentado um estudo sobre o consumo de álcool relacionado ao trânsito, bem como o Plano Nacional de Redução de Acidentes e Segurança Viária (PDF) para a Década 2011-2020. O Ministro de Saúde, Alexandre Padilha, fez referência ao reforço da vigilância e a agir junto aos estados com maior número de acidentes em ações multissetoriais. Segundo ele, devem-se assumir compromissos, como se fez em relação às mudanças climáticas, com a diferença de que a segurança viária pede ações imediatas. Padilha disse ainda que deve haver planos que estabeleçam metas claras em cada estado, em cada município e que os recursos provenientes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) devem ser repassados aos municípios de acordo com o cumprimento das metas estabelecidas. Ele deu como exemplo o Rio de Janeiro, que teve uma redução drástica no número de acidentes de trânsito, pelo rigor de fiscalização da Lei Seca, exortando cidadãos e autoridades a cumprirem com o compromisso ali assumido. O Ministro das Cidades, Mário Negromonte, ressaltou que o encontro demonstrou a importância do Pacto. “Vamos encontrar meios de comover a sociedade civil. Essa conscientização deve começar pela educação, pela melhoria da gestão dos órgãos de trânsito, sendo fundamental o envolvimento de prefeitos e governadores”, enfatizou. Ele afirmou que os municípios, como órgãos concedentes do transporte público, devem exigir a capacitação dos motoristas de ônibus e táxi para boas práticas no trânsito. “Na iniciativa privada, por exemplo, as seguradoras poderiam conceder descontos nas apólices dos motoristas sem pontuação na carteira nacional de habilitação”, disse. Segundo ele, até setembro serão apresentadas as propostas que constarão no Plano Nacional de Redução de Acidentes e Segurança no Trânsito. “Anunciamos 18 bilhões de reais para projetos de mobilidade urbana, para qualificarmos e modificarmos o transporte público para que a população ande menos de carro. Quando a sociedade, o governo e autoridades estiverem mobilizados, vamos avançar muito mais. Temos a capacidade de fazer o melhor e ter sucesso. Vamos fazer um PAC pela vida.” Assista abaixo a um dos vídeos institucionais lançados para promover a Década, estrelando o personagem Grover, da série infantil Vila Sésamo: Para assistir aos outros dois vídeos da Sesame Workshop, clique aqui e aqui.