OMS libera uso emergencial de vacina contra a COVID-19

  • Para acelerar o acesso de vacinas contra a COVID, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso da vacinas da Pfizer/BioNTech para uso emergencial.
  • No ultimo dia de 2020, peritos reguladores do mundo todo reunidos pela OMS e times de agências da ONU revisaram os dados da vacina da Pfizer/BioNTech e constaram que eles atendem aos critérios obrigatórios de segurança e eficácia, com os benefícios compensando qualquer risco potencial.
Especialistas da ONU pedem vacinas que sejam acessíveis a todos no mundo
OMS e parceiros trabalham dia e noite para avaliar vacinas contra a COVID-19

Para acelerar o acesso de vacinas contra a COVID, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso da vacinas da Pfizer/BioNTech para uso emergencial.

No ultimo dia de 2020, peritos reguladores do mundo todo reunidos pela OMS e times de agências da ONU revisaram os dados da vacina da Pfizer/BioNTech e constaram que eles atendem aos critérios obrigatórios de segurança e eficácia, com os benefícios compensando qualquer risco potencial.

“Este é um passo muito positivo para garantir o acesso global às vacinas contra COVID-19”, afirmou Mariângela Simão, assistente do diretor-geral da OMS para Acesso a Medicamentos e Produtos de Saúde. “Mas eu quero enfatizar a necessidade de um maior esforço global para alcançar vacinas suficientes para suprir as necessidades das populações prioritárias em todos os lugares”.

Trabalhando dia e noite – O movimento permite que os países acelerem seus próprios processos regulatórios de aprovação para importar e administrar a vacina. Também possibilita que o UNICEF e a Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) comprem vacinas para distribuição nos países necessitados.

Ao mesmo tempo, a OMS está encorajando mais desenvolvedores para revisão e avaliação, a fim de atender a suprimentos essenciais para todos os países globalmente e deter a pandemia. “A OMS e nossos parceiros estão trabalhando dia e noite para avaliar outras vacinas que já alcançaram padrões de segurança e eficácia”, informou Mariângela Simão.

O grupo de especialistas irá se reunir no dia 5 de janeiro para formular políticas e recomendações específicas para a vacina, de acordo com a Estratégia do Grupo de Peritos em Aconselhamento de Imunização da OMS.

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
OPAS/OMS
Organização Pan-Americana da Saúde
OMS
Organização Mundial da Saúde