Empresas de Santa Catarina participam de levantamento online sobre desafios e oportunidades do biogás

  • O levantamento foi realizado ao vivo durante um webinar que reuniu cerca de 60 participantes ligados à cadeia de valor do biogás em Santa Catarina.
  • O webinar foi oferecido pelo Sebrae/SC em parceria com o projeto GEF Biogás Brasil, que é liderado pelo MCTI, implementado pela UNIDO e conta com o CIBiogás como principal entidade executora.
  • O objetivo é apurar as necessidades tecnológicas e demandas estratégicas apresentadas pelas empresas para antecipar soluções de desenvolvimento do biogás no estado.
O encontro virtual antecipa soluções para o desenvolvimento setorial com foco na produção de biogás.

Empresários ligados à cadeia de valor do biogás em Santa Catarina participaram de um levantamento online sobre as necessidades tecnológicas e demandas estratégicas apresentadas pelo setor privado no estado brasileiro. A pesquisa foi respondida ao vivo durante um webinar que contou com cerca de 60 participantes e apresentações sobre as oportunidades de negócios do biogás no estado.

O evento foi realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) em parceria com o projeto GEF Biogás Brasil, que é liderado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), e conta com o Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás) como principal entidade executora.

O objetivo do levantamento é projetar cenários futuros para diferentes cadeias produtivas e antecipar soluções para o desenvolvimento setorial com foco na produção de biogás.

O Secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, reforçou durante o webinar que os benefícios do biogás atraem interessados em todo o país: “Diversos estados e entidades de fomento já demonstram interesse no projeto GEF Biogás Brasil. O projeto é estratégico em função de suas características de sustentabilidade, incremento de produtividade, e de possibilidades de geração de renda e postos de trabalho. Para o Governo Federal, o biogás já vem sendo tratado como alternativa concreta”, avaliou.

O Diretor Técnico do Sebrae em Santa Catarina, Luc Pinheiro, participou da abertura do evento online explicando que o biogás é essencial para o estímulo à inovação na agroindústria local: “No Sebrae/SC, nos tornamos polos de referência para inovação em startups. E estamos com uma nova estratégia de intensificar toda a atuação no setor agro do estado. Agro e inovação são sinônimos em Santa Catarina, e um projeto de biogás como esse traduz bem isso, e como podemos ajudar as pequenas empresas”.

O Representante da UNIDO para o Brasil e a Venezuela, Alessandro Amadio, também apresentou o investimento em biogás como um fator competitivo para o setor privado brasileiro. “O biogás é uma oportunidade para a descarbonização do setor produtivo. Esse é um tema que será cada vez mais importante”, explica Amadio. “Precisamos fomentar uma rede de provedores de equipamentos e serviços aqui no Brasil para abastecer toda a demanda que teremos no futuro para o biogás. Também precisamos de políticas públicas que estimulem um ambiente de negócios favorável ao biogás”, defende o representante da UNIDO no Brasil.

O webinar também contou com apresentações do Analista Técnico do Sebrae/SC, Paulo Henrique de Oliveira; do Coordenador de Projetos de Biogás pelo GEF Biogás Brasil e consultor da UNIDO em parceria com o CIBiogás, Felipe Marques; do Especialista em Gestão de Projetos pelo GEF Biogás Brasil e consultor da UNIDO, Bruno Neves; e do Especialista em Cadeia de Valor pelo projeto GEF Biogás Brasil e consultor da UNIDO, Emilio Beltrami. Para saber mais sobre o projeto GEF Biogás Brasil, liderado pelo MCTI e implementado pela UNIDO, acesse: www.gefbiogas.org.br    

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
UNIDO
Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial