67% dos manguezais da terra foram perdidos ou degradados, alerta PNUMA

  • Com apoio do PNUMA, o Paquistão se comprometeu a plantar 10 bilhões de árvores até 2023 por meio da campanha "Tsunami de dez bilhões de árvores". A previsão é que, até o final de junho deste ano, um bilhão de árvores já tenham sido plantadas.
  • Grande parte dessas árvores são mangues, resultando na restauração de manguezais, ecossistemas costeiros críticos para o equilíbrio ecológico.
  • Sem os manguezais, a terra seria acometida por 39% mais inundações anualmente e 120 milhões de pessoas ao redor do mundo perderiam seu meio de subsistência. O ecossistema também é lar de mais de 3.000 espécies de peixes e proporciona de três a cinco vezes mais carbono do que as florestas tropicais.
  • A mudança climática, a exploração madeireira, a agricultura, a aquicultura, a poluição e o desenvolvimento costeiro estão erodindo esses habitats. O PNUMA e parceiros constataram que mais de 67% dos manguezais foram perdidos ou degradados.
Estudos do PNUMA constatam que cada dólar investido na restauração dos manguezais gera quatro dólares

No Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado todos os anos em 5 de junho, a restauração de ecossistemas foi foco de muitos debates. Os manguezais, que são ecossistemas costeiros críticos para o equilíbrio ecológico, receberam atenção especial no Paquistão. O país asiático sediou os eventos da data e empreendeu esforços de restauração que chamaram a atenção do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Os manguezais são parte central da ambiciosa campanha "Tsunami de dez bilhões de árvores", do governo paquistanês. Liderado pelo Primeiro Ministro Imran Khan e apoiado pelo PNUMA, o país se comprometeu a plantar 10 bilhões de árvores até 2023. Grande parte dessas árvores são mangues, resultando na restauração de manguezais. A previsão é que, até o final de junho deste ano, um bilhão de árvores já tenham sido plantadas.

Pai dos Manguezais - Tahir Qureshi tinha muitos apelidos. Pai dos Manguezais. Homem dos Manguezais. O herói dos manguezais do Paquistão. Todos refletem uma vida dedicada à conservação e restauração dos ecossistemas costeiros no país. O Sr. Quershi, que infelizmente faleceu em dezembro de 2020, desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da restauração dos manguezais no Paquistão e será lembrado com carinho no evento.

"Ele foi um homem magnífico. Ele compreendeu a importância dos manguezais na conservação ambiental, dedicou sua vida a eles" disse Mahmood Akhtar Cheema, o representante do país da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), um parceiro do PNUMA, "Ele literalmente plantou milhões de manguezais".

Benefícios ambientais e econômicos - Os manguezais são um dos ecossistemas mais produtivos e diversificados do planeta sem os quais a terra seria acometida por 39% mais inundações anualmente. A IUCN estima que os manguezais proporcionam um armazenamento excepcional de carbono — três a cinco vezes maior do que o das florestas tropicais. Além disso, 120 milhões de pessoas em todo o mundo dependem do ecossistema como meio de subsistência. Eles são também o lar de mais de 3.000 espécies de peixes.

Restaurar os manguezais é cinco vezes mais econômico do que construir 'infraestrutura cinzenta', como paredes de inundação, que também não ajudam na mudança climática", disse Makkio Yashiro, coordenador de ecossistemas regionais do PNUMA.

"Os manguezais são uma ferramenta importante na luta contra a mudança climática. Eles reduzem o carbono na atmosfera e também fazem sentido do ponto de vista financeiro", diz Makkio Yashiro.

Ameaça - A mudança climática, a exploração madeireira, a agricultura, a aquicultura, a poluição e o desenvolvimento costeiro estão erodindo esses habitats. O PNUMA e parceiros constataram que mais de 67% dos manguezais foram perdidos ou degradados até hoje.

A restauração dos manguezais beneficia não apenas a natureza, mas a economia. Estima-se que um hectare de manguezais valha entre US$33.000 e US $57.000 por ano. Estudos do PNUMA constatam que cada dólar investido na restauração dos manguezais é um benefício de quatro dólares. Simplificando, eles são uma das Soluções Baseadas na Natureza (SbN) mais eficientes e rentáveis.

Ao entrarmos na Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas, que vai de 2021 a 2030 e visa prevenir, deter e reverter a degradação dos ecossistemas em todo o mundo, os manguezais têm um papel fundamental a desempenhar em seu sucesso.

*A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou os anos de 2021 a 2030 a Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas. Liderada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, a Década da ONU foi projetada para prevenir, deter e reverter a degradação dos ecossistemas em todo o mundo. Este apelo global à ação será lançado em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. A Década da ONU reunirá o apoio político, a pesquisa científica e o músculo financeiro para ampliar em grande escala a restauração com o objetivo de revitalizar milhões de hectares de ecossistemas terrestres e aquáticos. 

 

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade
PNUMA
Programa das nações Unidas para o Meio Ambiente