Notícias

⚠️ Alerta de fraude: ONU Brasil reforça aviso sobre contatos falsos usando o nome da Organização

09 janeiro 2024

O Sistema das Nações Unidas no Brasil (ONU Brasil) reforça o alerta sobre o uso do nome da Organização por fraudadores e estelionatários. 

O golpe mais recorrente envolve pessoas que se apresentam como funcionários das Forças de Paz da ONU, e solicitam apoio financeiro para viajar para encontrar suas noivas, ou obter férias. 

A ONU Brasil pede extrema cautela com o 'golpe do noivo', e esclarece que solicitações de férias não têm custos para os funcionários, e que viagens oficiais são custeadas pela própria Organização.

A Organização reitera que não oferece prêmios, recursos, certificados ou bolsas acadêmicas pela internet, redes sociais ou por telefone. 

Alerta: Fraudadores usam internet e redes sociais para conseguir dados pessoais.
Legenda: Alerta: Fraudadores usam internet e redes sociais para conseguir dados pessoais.
Foto: © Richard Villalof/Getty Images.

A ONU Brasil reforçou nesta terça-feira (9) o alerta sobre o uso do nome da Organização por fraudadores e estelionatários.

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) recebeu, no decorrer do ano passado, uma média de 45 consultas por semana sobre e-mails falsos ou contatos em redes sociais solicitando dados pessoais e bancários ou recursos financeiros. Em 2023, foram mais de 2000 pedidos de informação.

Alguns dos principais tipos de golpes e fraudes incluem:

  • Golpe das férias: Por meio de mensagens, pessoas se identificam como servidores de um Estado-membro atuando em Forças de Paz e pedem dinheiro para ter direito a férias. A ONU esclarece que as solicitações de férias são feitas eletronicamente e sem custos para os seus funcionários. 
  • Golpe do noivo: Estelionatários entram em contato com as vítimas pelas redes sociais e/ou e-mail se apresentando como funcionários da ONU em países em situações de conflito armado, tragédia humanitária e/ou desastres naturais. Os fraudadores solicitam dados bancários, transferências bancárias ou via Pix para poder viajar e encontrar suas noivas/noivos no Brasil. Infelizmente, a incidência deste golpe tem crescido significativamente. 
  • Golpe do prêmio: Há também quem se identifique como funcionário da ONU pedindo dados pessoais para liberação de um suposto prêmio em dinheiro.
  • Golpe do embaixador: Fraudadores se identificam como embaixadores ou apoiadores de alto nível da ONU, e utilizam tal denominação para solicitar dados pessoais e/ou bancários para eventual cadastro e/ou premiações. A ONU esclarece que seus Embaixadores da Boa Vontade não estabelecem contato pelas redes sociais. Verifique, por favor, a lista de Embaixadores da ONU nesta página
  • Golpe da casa: Chamamos também a atenção para golpes que se referem à construção de casas ou outras benfeitorias por entidades ligadas às Nações Unidas. Verifique, por favor, a lista de Agências Especializadas, Fundos e Programas na ONU que operam no Brasil, e entre em contato diretamente com a entidade mencionada em qualquer mensagem referente a eventuais projetos em sua cidade, comunidade ou bairro: https://brasil.un.org/pt-br/about/un-entities-in-country
Alerta: Fraudadores usam internet e redes sociais para conseguir dados pessoais.
Legenda: Alerta: Fraudadores usam internet e redes sociais para conseguir dados pessoais.

Orientações da ONU: 

A ONU recomenda que os destinatários de mensagens fraudulentas ou suspeitas ajam com extrema cautela e não respondam a pedidos de transferências de dinheiro, em qualquer moeda, nem forneçam informações pessoais. Transferências de fundos ou fornecimento de informações pessoais podem acarretar prejuízos financeiros ou roubos de identidade.

As Nações Unidas informam que prêmios, recursos, certificados ou bolsas acadêmicas não são oferecidos pela internet ou por telefone. A Organização alerta também que nunca pede informações sobre contas bancárias ou dados pessoais de indivíduos.

Em caso de suspeita de contato fraudulento:

A ONU recomenda que as pessoas não respondam quaisquer contatos suspeitos, via e-mail ou redes sociais, e tomem as seguintes medidas:

  • Classifiquem a mensagem eletrônica como 'spam'. 
  • Nas redes sociais, denunciem o usuário seguindo as regras de cada plataforma digital. 

As vítimas são orientadas a denunciar o incidente em qualquer Delegacia de Polícia ou nas Delegacias de Repressão aos Crimes de Informática, ou fazer um Boletim de Ocorrência online, se o serviço estiver disponível em seu estado. 

Qualquer pessoa com dúvidas sobre a autenticidade de uma mensagem ou telefonema em nome das Nações Unidas pode enviar um e-mail solicitando esclarecimentos, por meio do “Fale Conosco” da Organização: faleconosco@onu.org.br.

Sobre o uso do emblema das Nações Unidas:

Iniciativas fraudulentas frequentemente usam a logomarca da ONU para se beneficiar indevidamente. Uma resolução da Assembleia Geral datada de 7 de dezembro de 1946 determina que o nome e o emblema das Nações Unidas não poderão ser usados sem a devida autorização do secretário-geral.

Contato para imprensa:

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

UNIC
Centro de Informação das Nações Unidas

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa